10/02/2017

Creepypasta dos Fãs: Vou ensinar-lhe a latir

Há anos carrego em mim uma solidão singular. Não me leve a mal, não estou reclamando. Gosto de ser sozinha e nunca me dei muito bem com pessoas. É, eu sei, sou um clichê ambulante, o que posso fazer? Afinal, tenho tudo o que preciso nessa pequena casa azul do subúrbio: silêncio, a luz do sol que invade meu rosto quando sento para ler no jardim, e minha adorável cachorrinha, Gata. HA! Apenas um trocadilho bobo.

Desde que fugi de casa há quatro anos, Gata tem sido minha única companhia. Não sei como seria minha vida se eu algum dia a perdesse. Acordar todas as manhãs e vê-la correr pela grama, animada e feliz, é o que me permite suportar os dias. A cabeça é um fardo, entende? Bem, deixe para lá. Ela está aqui agora, deitada sob a cadeira. Acho que morde alguma coisa.

Meu pai, um homem sádico e cruel, não deixava Gata sentir o vento em seus pelos. Dava comida, mas nenhum carinho. Dava brinquedos, mas nenhuma liberdade. Às vezes, quando papai já estava dormindo, eu ia até o canil e passava horas acariciando sua barriguinha, lhe dando amor, afeto. No dia em que papai se descontrolou e pegou aquela faca, eu consegui desviar e enfia-la em sua perna. Não sei se machucou, não parei para olhar, tudo o que eu queria era pegar Gata e ir embora daquele inferno para sempre. E agora está tudo bem, está tudo bem.

Estranho, ela está mordendo algo, mas não parece o brinquedo de sempre. Talvez tenha desenterrado um osso velho. Bem, continuando, acho que meu pai a achou em uma lata de lixo e... É um rato. Ela matou um rato. Quantas vezes tentei ensina-la que não é pra fazer isso com outros bichinhos! Garota má, eu digo, garota má! “Solte, solte!”. Vou até ela e, antes que eu consiga aplicar um sermão, ela olha em meus olhos e diz: Fome. Fome.

Sorrio, coloco-a em meu colo e lhe digo: Vou te dar comida, querida. Mas, da próxima vez, lembre-se: cachorros não falam. Vou ensinar-lhe a latir.

Autor: Rafaela Souza
Revisão: Gabriela Prado

25 comentários:

  1. WTF! Tive de ler duas vezes pra entender! Quando seu irmão é adotivo e sofre mal tratos o eduque como um cachorro! #boairma #late

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeira vez que vejo alguem colocar hashtags em comentarios como se fosse o Instagram ou Facebook kkkkk. Interessante

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Entendi na sexta vez. Não sei quem é mais doido a Filha ou o Pai. Coitadinha da bebê, espero que ela morra logo intoxicada com o rato, para não precisar ficar com essa maluca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou que alguém descubra, ligue para a polícia e prenda os malucos. '-' Esta opção parece melhor.

      Excluir
  4. O pai da protagonista achou uma bebê numa lata de lixo e passou a criá-la. A filha, cansada da maldade do pai, fugiu com a criança e passou a querer "transformá-la" em uma cachorra.

    ResponderExcluir
  5. Gente???? Eu entendi na primeira leitura, não vi dificuldade em interpretar o texto. Muito bem escrita, a narração é como se a personagem estivesse conversando com a gente. Não é uma creepy de dar medo, é só um pouco bizarra. No geral, eu gostei!

    ResponderExcluir
  6. 10/10 fdpppppp q creepy foda do crl.
    Essa sim é 10/10
    Teve gente dando 10/10 numas 4/10 e dando 4/10 nessa q é 10/10
    Difícil entender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkk, temos gostos diferentes, pelo menos alguém gostou :)

      Excluir
  7. Calmaê, o nome era gata mas ela tava latindo?
    A creepy ficou ótima cara 10/10

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nome da cachorrinha era "gata". Um trocadilho.

      Excluir
  8. Eu poderia ler umas vinte vezes e n ia entender se n viesse ler os comentarios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito menos eu.
      Tudocque entendi (tinha entendido) foi:
      Ela fugiu com um cachorro que fala, e esfaqueou o pai.

      Excluir
  9. E eu achando que a esquizofrênica ia matar um gata chamada cachorro de tanto tentar ensinar ela latir. Muito bom!

    ResponderExcluir
  10. Eu também não tive dificuldades em entender de primeira. Na verdade, o título já entregou o jogo. Creepy muito boa, mas com título dando spoiler... ou talvez não, já que muita gente não entendeu... 😁

    ResponderExcluir
  11. Muito bom z obrigado pela tradução!

    ResponderExcluir