07/05/2017

A Banheira de Pregos – Parte 4

Parte 1: http://www.creepypastabrasil.com.br/2017/01/a-banheira-de-pregos-part1.html
Parte 2: http://www.creepypastabrasil.com.br/2017/01/a-banheira-de-pregos-part2.html
Parte 3: http://www.creepypastabrasil.com.br/2017/01/a-banheira-de-pregos-part3-o-comeco-da.html

(Antes de começar a creepy gostaria de dizer que já havia desistido dessa história, mas seria um erro ainda maior entregar algo incompleto para vocês, em respeito a vocês segue a parte 4 da creepy.)  


Aquela garotinha tinha a maldade nos olhos. Seu olhar era frio como uma noite de inverno, ela parecia se orgulhar de cada cicatriz em seu corpo, fazia questão de passar os dedos em cada uma delas. Seu vestido branco lembrava um pijama, aquele vestido era a única coisa meiga que havia nela. 

– Cada prego nessa banheira foi usado para crucificar uma bruxa, mas esses pregos não são nada comparados aos pregos que ganhei há algum tempo. Esses pregos maiores perto do ralo são os pregos usados para crucificar Deus. Eu adoro me banhar aqui,  sinto a dor de cada um deles e isso me dá prazer, essa banheira foi um presente... Ah! Seus avós acabaram de morrer, mas não se preocupem, eles estão com um lindo anjo agora chamado Samael. 

A voz de uma criança dizendo tudo aquilo era absolutamente chocante para os ouvidos de Alex e Caio. Era uma mistura de sentimentos em cada um deles... Um pouco de ódio, tristeza e perplexidade. Aquilo era tão surreal para eles que algumas vezes eles até se agrediam para ter certeza de que aquilo não era um sonho. 

Estava frio lá, mas o suor de nervosismo e medo pingava de suas testas.

O galpão começou a enferrujar, o metal da porta ia se retorcendo aos poucos e o teto começava a rachar. 

Caio – Sua bruxa maldita! 
Alex – Isso é só um sonho cara, não é real, não é real.

Alex começava a entrar num estágio de loucura e paranoia, deitou no chão e fechou os olhos desejando acordar daquele pesadelo tão aterrorizante. 

Caio –  Afinal, qual o seu nome?! 
– Eu sou Lilith, esposa do anjo da morte Samael e amante de Lúcifer. Finalmente ele pode subir a este mundo, e vocês poderão contemplar o seu poder antes de morrer. 

O chão começou a se abrir, e aos poucos, uma besta de asas enormes se levantava da terra seca. Seus olhos vermelhos pareciam queimar por dentro, sua boca tinha presas afiadas, o cheiro de enxofre tomava conta do lugar. 

Este mundo agora é meu – Disse o diabo, em tom gritante. Enquanto se levantava com o corpo coberto de chamas, carregava na boca uma imensa bola flamejante pronta para ser lançada sobre eles. Fecharam os olhos enquanto seguravam a mão um do outro. Estavam prontos para o abraço da morte, mas um som alto fez com que a bola se apagasse no mesmo instante, e então, o céu se abriu..

(Comentem se quiserem a continuação e muito obrigado pelos comentários da Creepy da Paulista, depois da semana de provas começo a escrever a parte 3)  



29 comentários:

  1. se esse foi o final ta meio ruim,precisa de uma continuação,ficou muito vazio, no final da outra ela ia contar uma história e n vi nenhuma história direito aqui, mas ótima série

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tipo a história q ela ia contar era da banheira, aí nessa parte ela começou falando dos pregos, o q eram eles

      Excluir
  2. Continua cara ta muito boa.
    E boa sorte com as provas ^^

    ResponderExcluir
  3. Gostei d ter posto a Lilith na creepy, mas acho q teria sido melhor se o tio Luh tivesse matado eles lentamente e dolorosamente

    ResponderExcluir
  4. Kkkk, muito do nada que chega a ser engraçado
    9/10 - Super legal de ler

    ResponderExcluir
  5. Pesaaado Andrey!!!
    O cão saindo a toda por causa dr dois curiosos! Deixa a historia morrer não! Estamos de olho!!
    👍

    ResponderExcluir
  6. Me lembrou Supernatural...comparando essa creepy com as outras que vc escreveu, sua evolução é nítida. Parabéns por se esforçar para melhorar, mas essa história realmente é um pouco confusa, mas posta até o final sim.

    ResponderExcluir
  7. Ótima postagem gostei muito, ganhou um fã abraços.

    Me segue, que eu sigo de volta!

    http://nintudo.blogspot.com.br/

    https://plus.google.com/+NinTudo/

    ResponderExcluir
  8. Ah, bem que me lembro, quando essa história foi postada e a Divina teve que fazer um post para combater tanto hate.

    ResponderExcluir
  9. Gente oq houve com divina cade as creepys ela ta bem?

    ResponderExcluir
  10. Lucifer tem amantes, as diabetes
    ashuashuashu

    take 2

    Lucifer tem amantes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Take 2? É assim que eu posso me expressar quando quero falar 2 coisas? Que genial!

      Excluir
    2. É como se ele estivesse sendo filmado Sperer! Ai "cortam" a cena (imagina a batida da claquete entre o take 1,e o take 2) ai ele fala denovo!
      Toop a ideia Jefff

      Excluir
  11. Pode acabar ja, ja ta otimo ai
    Podia ter acabado antes da parte 1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vc No Life poderia ter segurado esse seu comentário infeliz, pra, sei lá...

      ... 32 de fevereiro?! Se concentra em elogiar o que voce gosta e ficar quietinho quando não gostar ok?!?! Hate é a coisa mais ridícula que a internet criou!!

      Excluir
  12. Posta a continuação sim , eu adorei , apesar de ser surreal comparada as 3 primeiras partes . Fugiu totalmente do casual que estava imaginando , parabéns pelo ótimo trabalho

    ResponderExcluir
  13. ACESSE NOSSO BLOG

    http://nintudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Kkkkkkk, eu preciso ver a próxima parte, sério! Essa tava tão foda que os caras estavam prestes a morrer e um deles ainda pergunta o nome da Lilith
    É uma lógica igual a do filme "todo mundo em pânico"

    ResponderExcluir
  15. Só uma dica: Procure utilizar travessões sem a necessidade de colocar os nomes dos personagens antes deles. Exemplo: - Afinal, qual o seu nome?! - disse Caio [depois disso poderia haver uma leve descrição do estado do personagem, não necessariamente detalhada].
    Tinha lido a parte 1, mas vou acompanhar só quando for terminada.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. KKK na moral, eu ri ao invés de ficar cm medo jkkk na parte que o kra morrendo de medo prestes a morrer pergunta o nome da menininha kkkjjjk

    ResponderExcluir