30/09/13

Creepypasta dos Fãs: A Casa no Fim da Rua

Enquanto Mateo e Josh não chegam para  jogar verdade ou desafio, Thalia observa pela janela um casarão abandonado no fim da rua.

    - Que demora dos dois. - Diz Thalia se referindo á Mateo e Josh.

    Thalia notou que alguém estava a observando pela janela do casarão, mas no segundo seguinte, um raio atingiu a casa e a pessoa que estava observando Thalia sumiu juntamente com o raio.

    Thalia nem deu bola para o que viu pela janela e foi ver se Mateo e Josh estavam vindo. Os dois chegam sem fôlego, provavelmente estavam apostando uma corrida.

    - Nossa, vocês demoraram! – Diz Thalia.

    - Foi mal. – Diz Mateo.

    Os três estavam em uma casa abandonada. Pichações e buracos estampavam as paredes do lugar, e além das pichações, a casa tinha telhas quebradas, poeira em todos os lugares, janelas enferrujadas e uma mesa infestada de cupins.

    Mateo tem 14 anos, é roqueiro e sempre usa camisas de bandas e uma pulseira com spikes. Um aspecto estranho em Mateo é a pele dele. É quase cinza e no pescoço tem uma enorme cicatriz. Os cabelos e olhos dele são castanho claro, e seu corpo é cheio de cicatrizes.

Thalia tem 12 anos e é irmã de Josh, que tem 14. Ambos têm cabelos e olhos pretos. Além de ser mais velho que Thalia, Josh também é poucos centímetros mais alto.

    - Bom, vamos começar o jogo. – Diz Mateo.

    - Eu começo. Verdade ou desafio? – Josh pergunta a Mateo.

    - Desafio. – Respondeu Mateo.

    - Eu lhe desafio a apertar a campainha da casa do Percy e voltar correndo pra cá.

    Mateo corre em direção à casa de Percy e aperta a campainha e volta correndo para que ninguém descubra que foi ele que apertou.

    - Pronto. Agora é minha vez.

   - Verdade ou desafio, Thalia? – Pergunta Mateo.

    - Desafio. – Responde Thalia.

    - Desafio você á dar um beijo no rosto do Robert. Ele tá lá fora, chega do lado dele e beije-o.

    Thalia beija Robert e volta para a casa abandonada.

    - Sua vez, Thalia. – Diz Mateo

    Vários minutos depois...

    - Nossa, acabou tomas minhas ideias para desafios. – Diz Mateo.

    Mateo se levanta e olha pela janela com a intenção de pensar em algum desafio que possa fazer para Josh.

    - Já sei! – Diz Mateo. – Eu te desafio a ficar cinco minutos no casarão abandonado no fim da rua.

    - Credo! Eu é que não vou lá.  – Diz Josh

    - Por que não? – Pergunta Thalia.

    - Dizem que lá é mal assombrado. – Responde Josh. – Mateo, você conhece a lenda daquela casa não é? Conte para nós.

    - Bem,tudo começou quando três jovens foram jogar um jogo. O jogo do copo. Nesse jogo, você conversa com espíritos.

     - Sim, eu sei – Diz Josh.

     -Então, os três garotos fizeram várias perguntas, e sempre a pergunta era respondida. Os três amigos chegaram a conclusão que um espírito estava mesmo se comunicando com eles pelo tabuleiro. Então resolveram sair de lá, mas, um dos três disse que o espírito teria que dar permissão para eles saírem, senão o espírito iria perseguir os três eternamente. Eles perguntaram ao espírito se eles podiam sair de lá, mas o espírito negou. Disse que a única maneira de saírem de lá, era sacrificando um dos três jogadores.          
      
     Josh e Thalia prestam tanta atenção na história que nem piscam.

     -Sem pensar muito, um dos três jogadores corta a garganta do seu amigo. Depois que ele morreu, os dois restantes o enterraram dentro da casa e fugiram de lá. Um mês depois disso, um dos jogadores morreu. Na barriga desse jogador estava escrito com sangue: Você é o próximo. E o jogador restante sabia que aquela mensagem era pra ele, sabia que ele era o próximo a morrer e que o espírito do amigo dele estava buscando vingança. Então ele foi atrás de padres e exorcistas para ver como ele poderia se livrar do espírito antes que este o mate.

     Josh não falou, mas estava morrendo de medo

     -Todos falaram a mesma coisa, o único jeito de destruir um espírito maligno é queimando seu corpo. Então o jogador foi até a casa abandonada com uma pá para desenterrar o corpo do amigo, um galão de gasolina e uma caixa de fósforos para queimar o corpo do amigo. Chegando lá, o jogador viu uma mesa com o tabuleiro do jogo do copo pronto para ser jogado. O jogador sabia que tinha que jogar, se não o espírito iria persegui-lo para sempre. De cara o jogador perguntou: posso sair? A resposta foi...

     - Não! – Diaz Josh. - ... continue

     -A resposta foi não. Mesmo assim, ele Foi embora morrendo de medo. Já no dia anterior, o jogador teve pesadelos horríveis do dia que ele matou o amigo para poder sair da casa abandonada. Também sentia alguém observando-o sempre. Então com mais de um mês sem conseguir dormir direito e com uma sensação ruim, ele decidiu se matar. Ele foi até a casa abandonada no fim da rua e se matou. Desde então, ninguém tem coragem de entrar lá, dizem que as almas dos dois jovens que morreram naquela casa estão lá. Todos que vão naquela casa, veem objetos se movendo e vultos. O lugar é assombrado pelas almas dos jovens.

    - Agora é que eu não vou mesmo pra lá! – Diz Josh.

    - Nós vamos com você até a porta da casa e esperamos você lá, ok? – diz Thalia

   - Ok, mas se vocês saírem de lá e me deixarem sozinho, nunca mais falo com vocês.

    Então os três foram em direção a: Casa No Fim da Rua.

 - Entre Josh, nós vamos esperar você aqui – Diz Mateo.

    - Lá vou eu. – Diz Josh.

    Josh entra na casa. Ele pega o celular para iluminar o lugar e achar um fósforo ou isqueiro, mas encontra um lampião aceso.

    - Estranho esse lampião já estar aceso. Mas eu sei que Foi o Mateo que o acendeu.

    Josh sobe no segundo andar da casa. ele entra em um dos quartos da casa e vê uma mesa com um vaso de flores vazio. De repente, o vaso estourou e os pedaços do vaso voaram para todos os lados.

    - Esse Mateo pensa que me assusta, eu sei que ele tacou uma pedra na janela desse quarto e a pedra atravessou a janela e acertou o vaso.

    Josh olha a janela e não vê nenhum buraco, significa que ninguém jogou uma pedra pela janela.

    - Isso foi estranho, como Mateo conseguir quebrar esse vaso então?

    Josh continua andando, entrando em todos os quartos da casa. De repente, Josh sente uma mão puxando seus cabelos. Ele olha para traz assustado e não vê nada.

    - Nossa, Mateo está passando dos limites!

    Mesmo assim, Josh continua a explorar a casa.

    - Será que já passou cinco minutos? – Diz Josh.

Então Josh começa a sentir a presença de alguém dentro da casa. A sensação vai aumentando, e ele sente que alguém está bem atrás dele. Mesmo morrendo de medo, Josh olha para trás e não vê nada.

    Josh continua andando pelo longo corredor que parece não ter fim. E fica olhando para o lado direito do corredor, quando de repente, sente um vento gelado em sua nuca. Ele olha para trás na mesma hora.  O vento veio de dentro do quarto á esquerda de Josh, de uma janela que estava aberta. Josh entra no quarto para fechar a janela.

    - Nossa, que vento gelado. – Diz Josh.

     Josh coloca suas mãos sobre os puxadores da janela. Antes de fechar a janela, Josh olha para baixo. Tudo esta escuro. Então um trovão cai bem aonde Josh estava olhando. E com ajuda da luz do trovão, Josh consegue ver alguém o observando. A pessoa parece um zumbi, roupas rasgadas, olhos brancos e corpo cinza e podre.

    Josh grita bem alto e corre para a saída da casa. Quando ele chega nas escadas, ele vê alguém olhando para o chão sentado numa cadeira. É a mesma pessoa que Josh viu na janela do quarto. De repente, a pessoa olha para Josh e grita. Josh entra em pânico e grita com toda sua força:

   - SOCORRO! AAAAH!

   Imediatamente Mateo e Thalia entram na casa e só veem uma cadeira no meio do lugar e Josh nas escadas.

    - AAAAAH! Que medo. – Diz Josh sem parecer ter medo.
   
 - O que aconteceu? Por que você gritou? – Pergunta Mateo.

   - Só pra vocês virem aqui pra mim dizer que isso não me assustou. – Responde Josh
   
 - O que não te assustou? – Pergunta Thalia.

   - Esse cara que vocês chamaram para me assustar, eu não fiquei com medo.

   - Josh, nós não chamamos ninguém. – Diz Thalia.

    - Então como é que eu vi alguém sentado naquela cadeira?! – Diz Josh Apontando para a cadeira.
  
   - Vai que a pessoa que você viu era “ o fantasma do jogador sacrificado”? – Ironiza Mateo.
   
  - Eu não caio nessa, eu sei que vocês chamaram alguém para fingir ser um fantasma, por que a pessoa que eu vi na cadeira não parecia nem um pouco com vocês. E também, na lenda dessa casa, havia dois fantasmas. Eu só vi um.
   
  - Bem, você tem razão, são dois fantasmas – Diz Mateo –. E tem só um detalhe que eu não contei a vocês sobre essa lenda. O único jeito dos fantasmas saírem dessa casa é cada um sacrificar uma alma humana. E nós já temos vítimas para sacrificar.
  
   - Nós? – Pergunta Thalia.
  
   - Sim, o homem que foi sacrificado ao demônio no jogo do copo– Mateo aponta para a esquerda e o homem aparece descendo as escadas. –, E eu, o cara que se enforcou. E vocês são nossas vítimas.

    Josh e Thalia gritam em quanto observam os dois espíritos sacando uma faca e partindo para cima dos dois.


Escrito/Enviado por: Gean Emanoel Martins


19 comentários:

  1. Foi legal mas ao mesmo tempo um tanto quanto chato......o final veio rápido de mais.....podia ter esticado mais um pouco tipo "Josh e Thalia gritam em quanto observam os dois espiritos sacando uma faca e partindo para cima dos dois,maseles correm dos fantasmas e se escondem dentro de um armario velho no 2° andar;passam algun minutos e Thalia pergunta;

    -Josh,oq vamos fazer?
    -Eu tenho uma idéia....

    Nesse momento Josh empurra Thalia para fora do armário fazendo-a cair pela janela.....e ela morre......

    Quando josh final mente sai da casa e pensa que finalmente está livre.....uma mão o puxa de volta ele vê apenas seu sangue no chão negro da casa.... (Fim)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tipo em vez de eles correrem eles ficam esperando serem mortos poha ta certo isso direto

      Excluir
  2. Concordo com Helen.. Podia ter um final mais amedrontador e que não acabasse tão rápido.
    Exemplo:

    "Josh e Thalia gritam enquanto onbservam os dois espiritos sacando uma faca e partindo pra cima dos dois" > "A porta, atrás deles se fecha, batendo com força e provocando um forte estrondo. Os irmãos conseguem se safar dos fantasmas e correm em disparada para as escadas, subindo pelos degraus, que rangiam a cada passo deles.
    Eles corriam pelo corredor escuro tropeçando em tudo que tinha pela frente. Thalia estava ofegante de medo, todos os seus musculos tremiam e suas pernas estavam bambas, até que ela sentiu uma mão segurando-a em um dos calcanhares, o que fez ela tropeçar e cair no carpete imundo.

    -Thalia! - Diz Josh.
    -Socorro Josh! Meu pé está preso! - exclama Thalia.

    Josh tenta puxá-la, mas suas tentativas são em vão, até que ele tenta de novo constatando que será impossivel tirá-la dali. Ele então enxerga ao fundo do corredor os fantasmas chegando perto , andando calmamente na direção deles, com risadas cortantes e amedrontadoras. Ele olha para Thalia que começa a chorar desesperadamente pedindo por ajuda. Josh então dá um grito.

    - Desculpe Thalia!

    Então ele larga a irmã, berra em desespero, Josh tampa os ouvidos enquanto corre para um dos quartos, e então em uma ultuma tentativa de se salvar, pula pela janela, estilhaçando o vidro.
    Seu corpo cai no chão com um impacto muito forte e ele fica zonzo, enxergando meio embaçado alguém a observá-lo, enquanto com muita dificuldade ouve a figura dizer:

    -Vamos jogar? "

    FIM

    ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do teu final... gravei na mente a fic com esse final e a música que toca no final do regular show!

      Excluir
  3. Concordo com Helen.. Podia ter um final mais amedrontador e que não acabasse tão rápido.
    Exemplo:

    "Josh e Thalia gritam enquanto onbservam os dois espiritos sacando uma faca e partindo pra cima dos dois" > "A porta, atrás deles se fecha, batendo com força e provocando um forte estrondo. Os irmãos conseguem se safar dos fantasmas e correm em disparada para as escadas, subindo pelos degraus, que rangiam a cada passo deles.
    Eles corriam pelo corredor escuro tropeçando em tudo que tinha pela frente. Thalia estava ofegante de medo, todos os seus musculos tremiam e suas pernas estavam bambas, até que ela sentiu uma mão segurando-a em um dos calcanhares, o que fez ela tropeçar e cair no carpete imundo.

    -Thalia! - Diz Josh.
    -Socorro Josh! Meu pé está preso! - exclama Thalia.

    Josh tenta puxá-la, mas suas tentativas são em vão, até que ele tenta de novo constatando que será impossivel tirá-la dali. Ele então enxerga ao fundo do corredor os fantasmas chegando perto , andando calmamente na direção deles, com risadas cortantes e amedrontadoras. Ele olha para Thalia que começa a chorar desesperadamente pedindo por ajuda. Josh então dá um grito.

    - Desculpe Thalia!

    Então ele larga a irmã, berra em desespero, Josh tampa os ouvidos enquanto corre para um dos quartos, e então em uma ultuma tentativa de se salvar, pula pela janela, estilhaçando o vidro.
    Seu corpo cai no chão com um impacto muito forte e ele fica zonzo, enxergando meio embaçado alguém a observá-lo, enquanto com muita dificuldade ouve a figura dizer:

    -Vamos jogar? "

    FIM

    ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor que meu final alternativo!

      Good Job!

      Excluir
  4. ficou boa do jeito que ta, uma creppy boa geralmente tem o final assim.... causando suspense

    ResponderExcluir
  5. Thalia,Percy...Andaram falando com algum filho de Hades?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SEMIDEUSA! \o/ FILHA DE HÉCATE \o/ Vc filha de...???

      Excluir
    2. SEMIDEUSA FILHA DE APOLO AQUI \O/

      Excluir
    3. Filha de Poseidon aqui u.u

      Excluir
    4. Filha de Poseidon aqui u.u

      Excluir
  6. Haha adorei o final. Malditos amigos fantasmas e.e

    ResponderExcluir
  7. "(...) sempre usa camisa de bandas e um pulseira com spikes. Um aspecto estranho em Mateo é a pele dele. É quase cinza e no pescoço tem uma enorme cicatriz. Os cabelos e olhos dele são castanho claro, e seu corpo é cheio de cicatrizes."

    Esse pré-adolescente assustaria bem mais que qualquer fantasma...

    ResponderExcluir
  8. Não curti,pra mim não fez sentido.. tipo se pra os espíritos poderem sair da casa eles têm de sacrificar alguém,como que o tal Mateo saiu da casa,andou por aí,fez amizade com Josh e Thalia e andava por aí livremente atraindo vítimas? Ele já precisava de vítimas pra sair de lá. E por que Mateo tinha todas as cicatrizes no corpoalém da do pescoço,se ele se enforcou?

    ResponderExcluir