16/09/14

Creepypasta dos Fãs: O Homem da Meia-Noite

Um certo grupo de adolescentes, que sempre ficavam procurando coisa assustadoras pra fazer , como o jogo do copo, compasso entre outros.
Um dia encontraram um ceto jogo chamado " O jogo da meia-noite", eles pensaram em jogar, mas precisava de uma casa vazia, lembraram que tem uma casa abandonada no outro bairro, que seria perfeita.

Para jogar o jogo precisa de uma porta que leva de dentro para fora da casa, uma vela, fósforos, um papel com seu nome, um pouco de sal, e uma gota de seu sangue.
Eles foram lendo as instruções do jogo que diziam " Você tem que escrever seu nome no papel, acender a vela, por um pouco de sangue no papel. depois disso coloque a vela em cima do papel, depois desse procedimento bata 22 vezes na porta de madeira, mas a ultima batida tem que dar meia-noite em ponto, quando você estiver dentro da casa, você tem que ficar andando, porque se ficar muito parado o homem da meia-noite vai ver que você está por perto e vai vir atras de você, se sua vela apagar você tem 10 segundos para reacende-la, se você não acender o homem da meia-noite vem te pegar, por isso que você tem que usar o sal e fazer um circulo em volte de você, mas se o homem da meia-noite te pegar, ele vai fazer você ver seu maior pesadelo, então tente aguentar até as 3:33 da manhã, se você for corajoso"
Isso só deu mais animação para eles jogarem, depois de algumas horas estavam na frente da porta da casa abandonada com seus objetos necessários para o jogo, o relógio apontava para 23:58, com isso ele decidiram que ia jogar, que foi Jeniffer e Walt.
Walt era um ano mais velho que Jeniffer, que o fazia mais corajoso. Os dois começaram a fazer o ritual, meia-noite em ponto foi exatamente a ultima batida dos dois.
- Boa sorte- disse Walt.
-Obrigada, e ve se não vai ficar comedo em hahaha- respondeu Jeniffer.
-Pode deixar- diz Walt
Depois disso só se ouve os passos um do outro. Jeniffer foi ao segundo andar, onde dava para dois quartos e um banheiro,Jeniffer fica perambulando pelo segundo andar, enquanto Walt estava começando a ter problemas.
Walt andava pela sala quando começa a ouvir passos, pensando que os passo são de Jeniffer, vai em direção, quando o ambiente onde estava começa a ficar gelado, vendo que os passo não podia ser de Jeniffer, começa a se afastar, mas os passo ficaram mais altos, ele começou a ouvir vozes, mais não dava pra identificar o que diziam, então Walt sai correndo para o segundo andar, porque sabia que o homem da meia-moite estava por perto, quando sem querer esbarra em Jeniffer, que se vira apavorada, quando viu que era só Walt e não a criatura da meia-noite respira fundo.
-V-Você quer me matar do coração?- pergunta sussurrando para Walt.
-Desculpa, é que "ele" estava me perseguindo-responde Walt.
-E você o trouxe pra cá?
-Não sei-responde apavorado- Vou dar uma volta, ve se sai daqui, você sabe que não pode ficar parada- diz Walt com preocupação
-Pode deixar- responde Jeniffer.
Depois de um certo tempo andando, Walt perceve que ja se passaram duas horas, aliviado que faltava apenas uma hora e meia mais ou menos para passar aquele apavoro, quando esculta um grito, quando percebe que o grito é de Jeniffer, subiu correndo as escadas, quando se derapa com Jeniffer toda ensanguentada no colo de uma entidade, tinha um olho mais escuro que toda a escuridão que ja vira em toda sua vida. Quando percebe, Jeniffer estava com seu rosto todo desfigurado, Walt entra em apavoro, seu sangue gela, ele percebe qua a entidade estava observando sua agonia, Walt lembra que nas instruções do jogo que se o homem da meia-noite o pega-se, ele ficaria vendo seu pior pesadelo até as 3:33 da manhã, quando fica mais apavorado ainda, quando pensa por que Jeniffer esta morta.
Sua vela apaga rapidamente, Walt percebe que ficou muito tempo parado vendo Jeniffer sendo devorada pela entidade. Rapidamente acende a vela e vai para o primeiro andar e se esconde na cozinha.
Walt olha no seu relógio e percebe que faltava só meia-hora para acabar aquele pesadelo, quando ele começa a ouvir passos novamente, seu coração começa a acelerar, seu sangue gela, começa a ouvir vozes mas dessa vez estava nítido, ele ouvia gritos de agonia, quando olha para a única porta que tinha. Ele tinha encontrado-o, rapidamente a vela apaga e o local fica numa penumbra, mas dava pra ver o homem da meia-noite que se aproximava lentamente, parecia que gostava de ver a agonia de suas vítimas, Ja se passaram 10 segundos Walt pensa, quando lembra do circulo de sal, rapidamente faz o seu circulo.
Quando a entidade esta a um metro de distancia de Walt, ele consegue terminar o circulo, com olhar de diversão olha para Walt e diz com uma voz tremula.
-Você teve sorte dessa vez, na próxima se juntara a ela.
Walt fecha seus olhos bem forte, quando abre novamente a entidade já avia ido embora.
Walt procura for Jeniffer, que avia sumido, ele pergunta de Jeniffer depois que saiu da casa, mas era como se ela nunca tive-se existido.
Até hoje ele se arrepende por jogar o jogo da meia-noite, e ainda se lembra todas as noites sobre aquele dia de agonia, medo, terror e desespero.
Autor: Daniela Abdalla


16 comentários: