19/11/2017

Meia-Noite

7 de Novembro de 2017, 17:00

Sempre ouvi dizer que à meia-noite se deve fazer um pedido, eu cresci ouvindo essas inúmeras superstições de meus avós. "Faça um pedido a meia-noite Gustavo, ele vai se tornar realidade!". A voz da minha avó ecoava todo o cômodo por ser bastante alta, ela era o tipo que "não falava, gritava", mas eu aprendi a conviver com isso.
Fui criado por meus avós a vida toda, e sempre que eu ficava acordado até mais tarde ela me dizia para fazer um pedido.

8 de Novembro de 2017, 6:30

Agora eu estou casado, com dois filhos, resolvemos visitar minha avó, não pense que ela é super idosa, pelo contrário, está em seus anos de ouro, como ela mesma diz; "Se vivemos bastante é porque não terminamos nossa missão".
Então, ela em seus 87 anos ainda não cumpriu sua missão.

Isabela e Leonardo estão animados para ir ver a avó, fazia tempo que não à visitamos, mas Paula, minha esposa, está completamente receosa sobre ir para lá; ela diz estar com um pressentimento ruim. Mulheres, quem as entende?

8 de Novembro de 2017, 7:10

Depois de uma viagem curta chegamos na chácara onde fui criado, o lugar aparentava o mesmo de sempre, cumprimentamos minha avó e logo entramos, iríamos passar a noite ali, minha esposa arrumava as coisas das crianças enquanto eu vigiava as mesmas a brincarem com minha avó.

8 de Novembro de 2017, 14:09

Depois de um ótimo almoço as crianças pegaram no sono, como esperado da Isa e do Leo, Paula também decidiu descansar, estamos apenas eu e minha avó na sala.

8 de Novembro de 2017, 18:45

Reunimos a família do lado de fora para observar as estrelas, Leo adora, já Isabela prefere seres marítimos.

8 de Novembro de 2017, 22:30

As crianças já foram deitar, minha avó também, minha esposa está no banho se preparando para relaxar em nossa extensa cama.

8 de Novembro de 2017, 23:59

Todos dormem, estou sozinho.

8 de Novembro de 2017, 00:00

Minha avó entrou rapidamente no quarto e pediu para que eu fizesse um pedido.

9 de Novembro de 2017, 6:27

Todos choram, inclusive eu, voltamos para casa e deixamos a tristeza do luto cair sobre nós.

Nunca havia entendido o porquê de minha avó sempre querer que eu fizesse um pedido, mas hoje eu entendo, ela queria que sua missão fosse encerrada, e eu fiz o pedido, e cumpri a tarefa.

Descanse em paz, vovó.

Autor: Annalice Afonso


14 comentários:

  1. então assim que ele fizesse o pedido ela morreria ou ele pediu pra ela "cumprir sua missão", matando-a?

    ResponderExcluir
  2. Preví
    Talvez a vó morreu por ele ter pedido isso, talvez ela morreu por ele ter pedido outra coisa, cumprindo sua missão
    10/10

    ResponderExcluir
  3. final que deixa ao leitor a decisão do que aconteceu, confesso que adoro

    ResponderExcluir
  4. Ela queria que ele pedisse que ela cumprisse sua missão

    ResponderExcluir
  5. Ela já estava morta e queria que ele pedisse que a missão dela fosse encerrada pra poder ir embora

    ResponderExcluir
  6. muito previsível e sem graça kkkkkkkkkkkkkkkkkk, 6/10 sendo bem generoso

    ResponderExcluir