13/11/2017

Minha última nota de agradecimento

Hoje foi um ótimo dia e acordei do lado certo da cama, como diz o ditado. Não sou uma pessoa supersticiosa, mas não vejo porque não me aproveitar do que as pessoas caracterizam como sorte. Os romanos costumavam dizer que um bom dia começa com o pé direito, e mesmo que eu não seja romano... Ainda penso nisso quando acordo, penso nisso todos os dias, e hoje não foi diferente.

O pé direito atingiu meu tapete macio. O café da manhã foi ótimo, meu café cheirava muito bem, e o sorriso da minha mulher estava lindo demais para que meu dia fosse estragado por pouca coisa. O problema é que eu não queria que fosse bom, queria que fosse perfeito. Tudo que eu estivera trabalhando estava começando a dar frutos e a “luz no fim do túnel” finalmente começava a aparecer, só precisava ter certeza de que estaria preparado quando chegasse lá.

Foi por isso que comecei a empilhar o deque. Por dia tenho jogado moedas na água na esperança de encontrá-las, coloco meu colar com a parte da corrente quebrada para cima todas as manhãs, minha precaução para controlar minha vida, e tudo mais que possa me trazer sorte. Eu precisava que hoje fosse perfeito, e espero que você perceba isso enquanto lê por essas linhas. Se sua família estiver lendo em vez de você, sinto muito, eu realmente sinto muito. Não era minha intenção.

Com o montante de stress, o incrível desejo de fazer mais, e a pressão que vem com este trabalho, eu não tinha ideia de que acabaria assim. Nesse ponto, eu sempre dei meu melhor em tudo, nunca sequer tive uma multa por excesso de velocidade. Minha família sempre esperou o melhor de mim, para eles eu era a estrela que brilharia e seria o guia. Depois de hoje, de qualquer forma, espero que não decidam esquecer meu nome.

Tudo foi traçado e planejado, o pessoal do trabalho sabe da minha ausência e já tem um plano. Minha esposa tem acesso a tudo, em todos os lugares, e não vai nunca precisar de nada. Tenho certeza disso. Aquele sorriso, vou sentir falta dele.

Eu sei que é difícil de entender, até eu tive dificuldade. Por que você entenderia? Eu sei, e na superfície tudo parece ótimo, mas você não pode controlar muito nesse mundo. Fiz tudo o que podia para controlar as coisas, e deixei que o resto acontecesse. Posso lidar com isso, certo? Pensei que sim, e de repente não podia.

A verdade é que eu sofri, cara... ou moça? Uau, eu nem sei. Me perdoe, digo isso verdadeiramente, mas espero por Deus que não tenha que dizer pessoalmente. Quero que leia isto, quero que saiba que você não tinha escolha. Isso não sou falhando em encontrar as moedas, ou meu pé esquerdo, isso é só uma merda de decisão egoísta porque não sei mais o que fazer.

Quero que saiba que eu não poderia ser mais grato. Você me providenciou um escape. Sei que é errado, e sinto muito mesmo por isso. Minha única esperança é que você leia essas palavras quando meu carro bater contra o seu esta noite. E se ajuda, você e seu carro são a minha luz no fim do túnel.

FONTE

Esse conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigada! Se gostou, comente, só assim saberemos se vocês estão gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião!

14 comentários:

  1. Não entendi no início, mas o final é bom... 10/10!

    ResponderExcluir
  2. Posso dizer com plena certeza q essa é a primeira creepy que eu não entendi nada

    ResponderExcluir
  3. Gostei, mas o título deveria ser diferente, ele dá um pouco de spoiller

    ResponderExcluir
  4. Falou muito mas no fim não diz nada.

    ResponderExcluir
  5. Li bem na HR que tô saindo pra buscar minha mãe no trabalho... Cagaço lá no teto

    ResponderExcluir
  6. Nem tava com medo, mas lembrei de Corpse Party

    ResponderExcluir
  7. Que? Tiraram da bunda um papel amassado e o q deu pra ler postaram aqui como Creepypasta só pode

    ResponderExcluir
  8. Uma boa creepy, uma pena que os outros leitores não compreenderam

    ResponderExcluir