27/06/14

Creepypasta dos Fãs: Mãe

Eu estava de cama, acabei pegando uma gripe forte, me indignei por pegar gripe logo no verão.

Moro com minha mãe, ela e meu pai se separaram no final de 2006, eu amava meu pai, fiquei triste quando soube que minha mãe tinha conseguido minha guarda, ela não é muito carinhosa, raramente me fazia algum agrado, eu passava o dia ouvindo ela reclamar.

Mas desde quando fiquei doente, ela tem se mostrado estranhamente bondosa, me levava café na cama, me perguntava o que eu queria comer e buscava, comprava filmes para eu assistir, me trazia os remédios e tudo o que eu precisava, sem eu precisar dar um passo, tudo o que eu fazia era ir ao banheiro e voltar para a cama.

A gripe realmente me pegou de jeito, eu mal conseguia me manter de pé, o corpo doía, eu tinha mal estar, cansaço, dor de cabeça, sintomas típicos de uma gripe normal, mas meus pais e meu médico diziam que eu sempre fui fraco quando o assunto era pegar doenças.

Até que hoje acordei bem melhor, apesar das dores eu já não sofria com aquela indisposição, abri a janela e falei comigo mesmo “talvez, se eu der uma volta e tomar um ar eu fique melhor”. De fato, eu sentia saudade de sair na rua, ter o sol batendo no rosto, ou sentir aquela brisa fresca que sempre bate no final da tarde.

Eu estava amarrando os cadarços quando minha mãe entrou no quarto. Ela tinha um semblante diferente do normal, parecia que não havia dormido na noite passada.

- O que está fazendo? O médico recomendou que você ficasse de cama. – Ela perguntou

- Relaxa, mãe, só vou dar uma caminhada.

- Não, você não vai. – Ela mudou o tom de voz – Você vai ficar aí.

- Mas mãe, eu acho que...

- Acha nada! – Ela gritou, e deu um tapa na cômoda, a raiva fervia em seus olhos, estremeci ao mesmo tempo que eu não fazia a mínima ideia do que estava acontecendo – Você vai ficar é quieto aí! E não quero ouvir mais um piu!

Ela saiu e bateu a porta.

Fiquei o resto do dia deitado, olhando para o teto, pensando no que havia acontecido, claramente ela estava diferente, ela mudou de humor em um piscar de olhos.

Fiquei pensando em antes, quando eu era menor, e meus pais ainda estavam juntos, bons tempos... Quando me dei por mim já eram duas da manhã. O sono pesava em meus olhos.

Dormi.

Acordei bem de manhã, olhei para o meu celular, eram 6 em ponto, minha boca estava seca, chamei minha mãe, ela não veio.

Levantei, coloquei meus chinelos, tive uma leve tontura ao ficar de pé porque passei muito tempo deitado, abri a porta do meu quarto. Apesar de ser 6 da manhã, o dia não havia amanhecido completamente, apenas alguns feixes de luz fraca entravam pelas janelas. Fui andando pelo corredor em direção à cozinha, passei pelo quarto da minha mãe, ela não estava lá.

Cheguei na cozinha, o ambiente estava diferente, pesado, silêncio completo, bebi um pouco de água e me virei em direção ao meu quarto, foi quando senti um cheiro estranho, um cheiro diferente, um cheiro podre.

- Mãe? – Chamei, sem respostas.

Tentei procurar a fonte daquele cheiro, era horrível, olhei na despensa, nos banheiros, procurando a fonte do cheiro e ao mesmo tempo procurando minha mãe, abri a porta da lavanderia, o cheiro ficou mais forte, acendi a luz... e achei minha mãe.

Ela estava jogada ao lado da máquina de lavar, o sangue formava uma poça em sua volta, seu pijama tingido de vermelho, meu coração parou por alguns segundos, fiquei sem reação, lágrimas rolavam pelo meu rosto, o desespero passou por cada nervo do meu corpo. Até que voltei a mim, corri em sua direção, o cheiro estava forte demais, peguei meu celular, disquei o número da polícia, sem sinal.

Foi aí que eu notei. O sangue já seco, o cheiro podre, os insetos, ela estava ali faz dias, mas eu... eu havia conversado com ela ontem... foi aí que ouvi algo atrás de mim:



- Bom dia, filho. Te trouxe o café da manhã.

Autor: Henrique S.

20 comentários:

  1. FILMA A CARA DESSA DEMONIA
    O NOME DELA É MIRIAN
    ELA VENDE MERY KEY

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ELA TINHA INVEJA QUE EU COMIA O GALETO

      Excluir
  2. Mds , nunca imaginei que poderia existir uma creepy dos fãs tão boa , não deu medo mas me deixou tenso ***APLAUSOS***

    ResponderExcluir
  3. Aplauzos para o Henrique! Melhor creepy dos fãs que eu já vi!!!!

    ResponderExcluir
  4. muito boa realmente , senti um arrepio na parte " foi aí que ouvi algo atrás de mim .

    bom dia filho , te trouxe o café da manhã " , tinha que ter uma continuação do que aconteceu , deixou um gosto de quero mais

    ah é vocês tem alguma creepy de magical girl lyricaru nanoha ?? , sempre quis ler uma desse anime , mais nunca achei

    ResponderExcluir
  5. Gxuizzz corree mulek, corre nessa.poha que ela quer te comer...
    Gostei da creppy, mto legal e arrepiante...mas ainda acho que a mae nova dele é um et kkk

    ResponderExcluir
  6. Horror e um fim "desesperador". Uma das melhores creepys dos fãs que já li. Parabéns Henrique. 9/10

    ResponderExcluir
  7. adoro finais impactantes, exemplo a casa sem fim, essa creepy foi muito bem elaborada.

    ResponderExcluir
  8. Coraline u-u esse é melhor filme de terror que já vi. :3

    ResponderExcluir
  9. Tenso pra camaleão XP
    Deu ate pena

    ResponderExcluir
  10. Melhor creepypastas dos fãs (além do que a qualidade das creepys tem caido muito)

    ResponderExcluir