02/07/14

Creepypasta dos Fãs: Perigo a Dormir

Em uma noite como outra qualquer, eu estava preparada pra dormir, na época eu dormia no quarto da minha sogra, em um colchão no chão, junto com meu marido, enquanto minha sogra dormia na cama dela logo ao lado, eu estava deitada enquanto meu marido estava ao meu lado, sentado, meditando, eu estava apenas esperando ele acabar sua meditação de costume, mas, enquanto isso eu vi uma coisa na qual jamais esqueci...

Eu vi um ser, um espírito, um demônio, não sei bem identificar o que ele ou aquilo era, bem em minha frente, um ser com uma capa branca, com olhos negros como a noite, olhos fundos e penetrantes, não conseguia ver o restante de seu rosto devido a escuridão, nem seu corpo podia ser visto, pois estava todo coberto com a capa, ele estava sentado, na mesma posição que meu marido, ele se encontrava bem em minha frente, não conseguia me mover, apenas olhar para seus olhos macabros, tremendo de medo e querendo gritar, mas eu não conseguia, só conseguia olhá-lo, fiquei ali olhando ele por cerca de 10 a 15 minutos, ate que meu marido terminou sua meditação e deitou me abraçando, ele me perguntou.

- Por que esta tremendo? Por que esta tão fria?

Eu não conseguia responder, apenas olhei pra frente, ainda tremendo e apontei para onde estava o ser. Quando finalmente consegui lhe dizer o que eu tinha visto, ele olhou para o mesmo lugar, mas ao viu nada, então ele apenas me abraçou e disse que aquilo ia embora e que tudo ficaria bem, será?...

Dias e semanas se passaram, e aquilo não saia da minha mente, ate que um dia meu marido foi ao banheiro, e viu o mesmo que eu, sim, ele viu o mesmo ser, quando ele me disse a aparência dele, não tive dúvidas, era ele, novamente. Ele fez uma oração pedindo proteção, e o ser foi embora, por enquanto...

Depois de umas semanas, estávamos bebendo vinho, estávamos no quintal de casa, quando de repente, algo invadiu minha mente, e eu desmaiei, quando acordei, eu estava deitada nos braços de meu marido, no chão, em baixo do chuveiro, ele tentará me reanimar, quando voltei a consciência ele perguntou o que tinha acontecido, não sabia explicar, só sabia que tinha sentido alguém me puxando para baixo, tudo estava bem agora... pelo menos era o que eu achava, meu marido me deitou na cama, e foi buscar um copo d’água, daqui pra frente, poucas coisas eu lembro, outras foram contadas por meu marido.

Eu estava sentada na cama quando ele voltou com a água eu estava abraçando o quadro com foto dele de quando era criança, eu abraçava e dizia – Meu bebê, meu lindo filho, como eu te amo. Ele viu que “eu” agia de forma estranha, me perguntou o que eu tinha.

O ser que me perseguia a quase um mês, disse usando minha voz e meu corpo -Você não pode fazer nada, ela é minha agora. Ele ficou desesperado, não sabia o que fazer, ele perguntou ao ser o que ele queria comigo, e ele respondeu – Com ela nada, meu assunto é com você, eu precisava dela apenas para chegar até você, é você quem eu quero.

Ele gelou na hora, perguntou o nome do ser, ele disse apenas – Freddy.

Meu marido perguntou, bem Freddy, então me diga, o que você quer tanto assim comigo, Freddy disse - Quero matar você, quero acabar com toda sua felicidade, você nunca será feliz. Bem, meu marido começou a rezar e pedir proteção divina segurou meus braços e colocou uma mão em minha barriga, rezando sem cessar, até que Freddy usou meu corpo e empurrou a cama que eu e meu marido estávamos, com os meus pés, a cama foi parar no meio do quarto, chutei o ventilador e o quebrei, enfiei meus pés nas pás do ventilador que estava ligado, e até hoje não sei como não me machuquei, depois de tanta reza, meu marido conseguiu acalmar a fúria de Freddy, disse que tentaria ajudá-lo. Dois dias depois fomos a um centro espírita perto de casa, e convidamos Freddy pra ir conosco, não sabemos se ele aceitou ou não, mas fomos.

Aparentemente ele sumiu, meses se passaram, e tudo estava tranqüilo, mas até hoje, repentinamente, no meio da madrugada, ouvimos barulhos, ruídos estranhos, eu ouço gritos estranhos, pedidos de socorro, e sempre quando chega a madrugada, ouvimos batidas na porta, as vezes a porta até abre de tanta força, escutamos varias coisas estranhas em casa, não sei até hoje se Freddy achou a ajuda que precisava, ou se é ele que ainda fica atrás de nós, só sei que depois de 7 anos, toda noite durmo com batidas na porta, e nunca tenho resposta de quem esta atrás dela...

Autor: Roberta Romero


19 comentários:

  1. Freddy filho da puta, pode nem 'dormir' com a esposa sem ele estar de Stalker.

    ResponderExcluir
  2. 1,2 o freddy vem te pegar depois

    3,4 fexe a porta do quarto

    5,6 reze mais uma vez

    7,8 ou se não vai ter muitos

    9,10 … pesadelos cruéis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Naw, não rimou :v
      1,2... Freddy vai te pegar..
      3,4... Você não vai escapar..
      5,6... Você não vai dormir outra vez..
      7,8... E não vai dormir denovo..
      9,10...... Sua vida vai cair em seus pés !


      HaHaHaHa :3

      Excluir
  3. Finalmente uma assombraçao branca, uhuu!

    ResponderExcluir
  4. Que isso? O cara dormir com a mãe? :v hmmmmmm...

    ResponderExcluir
  5. Creepy entediante e chata com final totalmente sem graça

    ResponderExcluir
  6. O freedy vai te pegar, a menos que você seja uma bola.

    ResponderExcluir
  7. "Olhos fundos e penetrantes" hmmmmmmmm penetração ( ͡° ͜ʖ ͡°)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Para de bater na minha porta , filho da puta" '-' problema resolvido , qualquer coisa , faça como o Padre Quevedo: "Isso non Ecziste"

      Excluir
  8. Poha, a sogra ficou bolada com eles terem ido dormir no quarto dela ai ela resolveu se vingar, batendo na porta toda noite

    ResponderExcluir
  9. O cara é budista e fez uma oração para proteção? Isso existe, Fabrício?

    ResponderExcluir
  10. One, two, Freddy's coming for you.
    Three, four, better lock your door.
    Five, six, grab your crucifix.
    Seven, eight, gonna stay up late.
    Nine, ten, never sleep again.

    ResponderExcluir